Como proteger seu site contra invasões (12 maneiras acionáveis)

Um site comercial serve como uma vitrine, pois costuma ser o primeiro ponto de contato com os clientes. Por esse motivo, a negligência contra ameaças externas à segurança pode comprometer relações comerciais críticas. Em todo o mundo, os governos sempre procuraram impedir os hackers, aprovando leis estritas de roubo de dados. No entanto, o número de instâncias de violação de dados continua a aumentar.


Esse número crescente de ameaças à segurança de sites externos deve ser uma grande preocupação para qualquer empresa. Isso ocorre porque mesmo uma única violação de segurança pode afetar a confiança do cliente, mesmo que as consequências sejam insignificantes.

Neste artigo, veremos o que constitui a segurança do site, por que você precisa protegê-lo e dicas para impedir hackers.

Também veremos como ter uma equipe dedicada ao desenvolvimento do symfony em sua equipe pode ajudar a fortalecer a segurança do seu site.

O que é segurança do site?

Segurança do site é qualquer plano de ação destinado a impedir o acesso não autorizado aos dados e conteúdo do site.

Quando se trata de segurança do site …

85% dos clientes nunca lidariam com um site que envia seus dados para uma conexão não segura.

Pior ainda…

82% deles nunca se arriscariam a navegar em um site não seguro.

Apesar dessas estatísticas preocupantes, a maioria das empresas continua tratando a segurança do site como um problema suplementar. De acordo com um relatório da Risk Based Security, mais de 3.800 violações ocorreram no primeiro semestre de 2019, expondo mais de 4 bilhões de registros.

Mas essa não é uma parte chocante …

Dos mais de 4 bilhões de registros expostos, 3,2 bilhões foram o resultado de 8 violações de dados.

A proteção de sites ajuda a proteger seu site dos seguintes itens:

Ataques DDoS: é um ataque malicioso que interrompe as operações normais de um site. Faz isso sobrecarregando a infraestrutura circundante do site com tráfego desnecessário da Internet.

Malware: usado para distribuir spam, roubar informações confidenciais de clientes e obter acesso não autorizado a um site.

Lista negra: isso implica a remoção não autorizada de um site dos resultados do mecanismo de pesquisa. Também pode incluir sinalização com avisos, afastando os visitantes.

Desfiguração: substitui o conteúdo do site por conteúdo malicioso.

Explorações de vulnerabilidades: permite explorar brechas em um site, como plugins antigos, para assumir o controle sobre um site.

Como o hacking é auxiliado por scripts automatizados que vasculham a Internet para explorar brechas na segurança do site, aqui estão nossas 12 principais dicas para ajudar a manter seu site seguro online.

hostingpill12 maneiras de evitar que seu site seja invadido

  1. Atualize regularmente seu software
  2. Use HTTPS
  3. Look-Out para injeção de SQL
  4. Invista em backups automáticos
  5. Instalar um WAF (Web Application Firewall)
  6. Intensifique seu controle de acesso
  7. Ocultar páginas de administrador
  8. Limitar uploads de arquivos
  9. Teste suas portas de transmissão de email
  10. Proteger contra ataques XSS
  11. Simplifique suas mensagens de erro
  12. Instalar scanners de vulnerabilidade de sites

Deixe-me explicar cada ponto em detalhes.

1. Atualize seu software regularmente

atualize regularmente

A atualização de software pode parecer uma sugestão óbvia, mas é fundamental para proteger seu site.

Os proprietários de software rotineiramente lançam patches de software e atualizações de segurança para proteger os sistemas contra vulnerabilidades de segurança, como malware e vírus .

Depois de receber as notificações de atualização solicitando a atualização, verifique se você concorda imediatamente. Por exemplo, se você estiver usando CMS ou fórum, sempre aplique atualizações e patches de segurança para proteger seu site.

2. Use HTTPS

use https

Sempre procure https e imagem de bloqueio verde na barra do navegador sempre que fornecer informações confidenciais. Esses dois sinais ajudarão a indicar se uma determinada página da web é segura ou não.

Os certificados SSL ajudam a transferir com segurança informações confidenciais, como dados pessoais, cartões de crédito e informações de contato entre o servidor e o site.

Em 2018, o Google Chrome implantou uma atualização de segurança que alerta os visitantes se um site tem o certificado SSL instalado ou não. Se o seu site não for seguro, os visitantes sempre serão devolvidos, mesmo que você não esteja coletando informações confidenciais.

3. Procure pela injeção de SQL

cuidado com injeções de sql

Os ataques de injeção de SQL ocorrem quando os hackers usam um parâmetro de URL para fazer alterações no seu banco de dados. Como resultado, eles podem obter acesso não autorizado ao seu site.

O uso do Transact SQL padrão expõe seu site a ataques de injeção de SQL. Isso ocorre porque facilita a injeção de códigos não autorizados na consulta do seu site.

Para evitar esses ataques, sempre use consultas parametrizadas, pois são simples de implementar. Escusado será dizer que as consultas parametrizadas são amplamente usadas em muitos idiomas da web.

4. Invista em backups automáticos

backups automáticos

Não podemos enfatizar mais o fato de termos um website. A natureza em constante evolução dos ataques cibernéticos significa que nenhum site é 100% seguro. A última coisa que você quer é perder tudo no seu site simplesmente porque você esqueceu de fazer o backup. Por esse motivo, você sempre precisa ter uma versão de backup atualizada do seu site.

Ter um backup atualizado torna a recuperação muito mais fácil e barata, apesar da frustração associada à perda de dados.

Se você tiver problemas para fazer backup manual de seus dados, poderá investir em uma ferramenta de backup automático.

5. Instale um WAF (Web Application Firewall)

firewall de aplicativos da web

Outra maneira eficaz de dissuadir hackers é instalar um firewall de aplicativo da web. WAFs são implantados na frente do servidor, onde peneiram todo o tráfego indesejado e bloqueiam todas as tentativas de invasão.

Os firewalls de aplicativos da web mais modernos são baseados na nuvem e são fornecidos como serviços plug-and-play.

6. Intensifique seu controle de acesso

configuração de controle de acesso

Sempre estamos inclinados a usar senhas uniformes fáceis de lembrar. Os hackers que são seres humanos também estão cientes dessa fraqueza e tendem a explorá-la. Como proprietário de um site, crie senhas seguras para impedir tentativas de login não autorizadas de hackers.

Como alternativa, você pode usar geradores de senhas para criar senhas seguras com uma combinação especial de caracteres, letras e números.

7. Ocultar páginas de administração

ocultar páginas de administrador

Ocultar suas páginas de administração da indexação dos mecanismos de pesquisa é outro truque que você pode usar para ocultar seu site. Para isso, você pode usar o arquivo robots.txt para impedir que as páginas de administrador sejam listadas nos mecanismos de pesquisa, dificultando a localização por hackers..

Além disso, você pode criar uma camada de segurança extra limitando o acesso de logon do seu site a endereços IP específicos por meio do ASP.NET.

8. Limitar uploads de arquivos

limitar o upload de arquivos

O upload de arquivos em um site é uma ocorrência comum. É particularmente importante quando os clientes desejam fazer upload de imagens ou outros documentos. No entanto, por mais úteis que sejam, as implicações de segurança de hospedar um recurso de upload de arquivos no seu site são bastante significativas.

Não importa o quanto seus sistemas sejam minuciosos na verificação da autenticidade dos arquivos enviados, os bugs maliciosos ainda podem se infiltrar. Para evitar isso, sempre armazene os arquivos enviados fora do diretório raiz da web. Além disso, sempre use um script ao acessar esses arquivos quando necessário.

9. Teste suas portas de transmissão de email

sondar portas de transmissão de e-mail

Uma das principais brechas que os invasores exploram para invadir um site não é o próprio site. Em vez disso, eles usam suas portas de e-mail para lançá-las no site.

Como tal, é importante proteger suas transmissões de e-mail. Para isso, é necessário acessar as configurações de email e verificar as portas pelas quais a comunicação com.

Se você estiver transmitindo pelas portas POP3 Port 110, IMAP Port 143 ou SMTP Port 25, são grandes as chances de suas transmissões de email não serem seguras. No entanto, as portas IMAP 993, SMTP 465 e POP3 995 são relativamente seguras, pois são criptografadas..

10. Proteger contra ataques XSS

proteger contra ataque xss

O ataque de script entre sites (XSS) ocorre quando um script malicioso é injetado em um site benigno e confiável.

Basicamente, esse script malicioso é executado no lado do cliente, manipulando o conteúdo da página e roubando informações. Essas informações são remetidas ao atacante que pode usá-las para fins prejudiciais.

Existem muitas maneiras de evitar ataques XSS, como validar todas as entradas externas. Além disso, você também pode evitar vulnerabilidades XSS através da saída de entrada do usuário. A saída de entrada do usuário exige que você colete e autentique a segurança dos dados recebidos de terceiros antes de enviá-los ao usuário final.

11. Simplifique suas mensagens de erro

simplificar mensagens de erro

Os erros são uma grande desvantagem para os usuários do site e geralmente podem levar a altas taxas de rejeição. No entanto, você deve encontrar um equilíbrio entre as informações a serem divulgadas e o que reter. Em nenhum outro lugar o ditado “acerta onde dói mais” se encaixa, exceto na redação de uma mensagem de erro.

O vazamento de todos os seus segredos o deixa exposto e os atacantes podem tirar proveito dessas informações para chegar onde dói mais. Para evitar isso, forneça avisos mínimos de erros sem divulgar os detalhes da exceção.

12. Instale os scanners de vulnerabilidade do site

verificador de vulnerabilidades do site

Se você não conseguir identificar onde estão os pontos fracos técnicos do seu site, pode ser difícil remediar a situação. Uma das melhores maneiras de combater isso é investindo em scanners de vulnerabilidade de sites.

Esses scanners pesquisam todas as páginas da web, identificam vulnerabilidades e prescrevem o remédio apropriado.

Papel do desenvolvimento do Symfony na segurança de sites

O Symfony é um dos frameworks PHP de código aberto mais populares com arquitetura MVC. Graças à sua segurança de token API adequada, proteção CSRF e serialização dinâmica, é amplamente utilizado por equipes internas e remotas de desenvolvimento para criar aplicativos e sites de alto desempenho.

Isso, combinado com atualizações oportunas, torna a estrutura de escolha para a maioria dos projetos de desenvolvimento.

Pensamentos finais

Como você pode ver, a segurança do site abrange um amplo espectro de áreas. Como proprietário de uma empresa, é importante manter seu site seguro. Trate da mesma maneira que trataria um estabelecimento de tijolo e argamassa, empregando um guarda de segurança. Em um estabelecimento de tijolo e argamassa, arrombamentos podem nunca acontecer, mas não custa que você fique preparado.

Com as dicas acima sobre como proteger um site, você não deve ter ideias sobre por onde começar. No caso infeliz de você não ter conhecimento técnico, a terceirização de TI permite contratar uma equipe de desenvolvimento dedicada para ajudar a proteger seu site.

Jeffrey Wilson Administrator
Sorry! The Author has not filled his profile.
follow me
    Like this post? Please share to your friends:
    Adblock
    detector
    map